Landing Page: 10 dicas para não errar

Por Social Comunicação
23 · 2 · 21

Landing Page é um termo em inglês que significa, literalmente, página de pouso ou página de aterrissagem. Também podem ser chamadas de páginas de conversão, as Landing Pages são utilizadas no marketing digital em campanhas em redes sociais ou anúncios em páginas de pesquisa.

O que é uma landing page?

Antigamente, landing page era apenas a definição de uma página em que os usuários caíam ao acessar um site. O famoso “index.html” para quem é antigo em programação de websites.

O próprio Google Analytics ainda utiliza essa terminologia com esse mesmo significado, apontando as landing pages (ou em português ‘páginas de destino’) como simplesmente a primeira página acessada por um usuário.

Para nós, que fazemos marketing digital, uma landing page é uma página que tem um único objetivo: conversão.

Em geral as lading pages tem poucos elementos, poucos links e isso tudo é feito de propósito, para chamar a atenção do visitante a realizar a conversão. É uma ótima forma de atrair leads!

Então seguem algumas dicas para você criar a landing page perfeita!

1. Título é tudo

O site (gringo) Copyblogger, referência em copywriting afirma que de cada 10 pessoas 8 leem somente o cabeçalho de um site. Ou seja, aproximadamente 2 em cada 10 pessoas continuam a leitura até o final.

Portanto a conclusão óbvia é: os elementos mais importantes de uma landing page serão o título e o subtítulo e são esses elementos que farão com que a pessoa realize a conversão ou não.

Seu título e subtítulo devem ser claros, simples e diretos com relação a sua oferta. É a sua chance de atrair o visitante para onde você deseja.

“Quer ganhar seguidores no Instagram? Acesse nosso Ebook”, é apenas um dos milhares de exemplos que podem existir de título e subtítulo.

2. As cores e o contraste são teus amigos

Uma Landing Page deve, em primeiro lugar, respeitar a identidade visual da empresa que a construiu. Mas, para além disso, é preciso considerar também que o objetivo é converter.

Então se na hora de construir a Landing Page você concluir que as cores da empresa não são as melhores ou não estão funcionando, faça alterações voltadas ao CTA (call-to-action), por exemplo contrastando o botão de CTA com os demais elementos da página, facilitando a chamada de atenção do visitante.

3. Landing Page não tem menu. Ou links.

O site de seu projeto ou empresa é uma coisa e tem um objetivo ou até mais de um objetivo. Nele, muitas vezes, o uso de links e menu é indispensável.

Mas uma landing page só existe para que a conversão se concretize. Qualquer coisa que tire a atenção disso deve ser evitada.

E, claro, se a Landing Page não tem menu ou links, ela deve contemplar todo conteúdo que o visitante precisa saber. Lembre-se do item 2, as informações mais perto do topo serão as mais lidas e, portanto, deverão ser estratégicas, diretas e com CTA.

4. Formulário adequado ao funil

Não existe um procedimento padrão ou tamanho ideal de quantos campos um formulário deve ter por um motivo muito simples: cada landing page é única e tem objetivos diferentes.

O que se deve levar em consideração é o funil de vendas. Em que estágio do funil está o material que você oferece? Se é algo no topo do funil, não vai te ajudar perguntar o cargo ou mesmo o número de whatsapp da pessoa. Ela não está pronta ainda.

Outra dica é aquilo que será entregue quando o formulário for preenchido. Se você vai entregar um iPhone 12 pelo simples fato de alguém responder um questionário, com toda certeza esse questionário pode ter quantas páginas você quiser, as pessoas irão ter interesse.

Por outro lado, por um ebook com dicas de um tema específico, ninguém vai querer entregar o endereço de sua casa. Entende como não há fórmulas?

5. O call-to-action precisa ser claro

Não é só nas cores de um CTA que você precisa se preocupar. O texto do botão deve ser simples e de fácil entendimento.

Prefira ações diretas e simples, dê certeza daquilo que será entregue e jamais decepcione o usuário. Ele vai te fornecer dados relevantes, o mínimo que você pode fazer por ele é entregar o que foi prometido.

Faça textos como “Receber Ebook”, “Participar da aula”, “garantir meu desconto”. Outra possibilidade é colocar o verbo na 1ª pessoa, para reforçar. “Quero receber o Ebook” e aí por diante.

Não decepcione o lead, é a credibilidade de seu projeto/empresa que está em jogo!

Social Comunicação

Posts Relacionados

Marketing Digital: O que é e o que devo fazer?

Marketing Digital: O que é e o que devo fazer?

O conceito de marketing digital não chega a ser um grande segredo, você provavelmente já sabe do que se trata. Marketing Digital é o conjunto de ferramentas e atividades que uma empresa/marca ou projeto executa na internet (online) querendo concretizar o maior número...

Storytelling Marketing: O que é? Conheça exemplos

Storytelling Marketing: O que é? Conheça exemplos

A tradução de Storytelling é, em bom português, contar uma história. Mas como Storytelling pode se relacionar com o marketing? Bem, a essa altura você já entendeu que vender ou converter não é simplesmente apresentar o menor preço, certo? Já falamos sobre como o...

E-mail Marketing: O que é e como usar

E-mail Marketing: O que é e como usar

O E-mail Marketing é uma estratégia do Marketing Digital, elaborada com base no envio de e-mails para uma determinada lista de contatos. Esta lista pode ser composta por e-mails de clientes e ex-clientes ou leads gerados através de outras estratégias, como o inbound...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *